Rede Social: FACEBOOK TWITTER Instagram Instagram

Notícias | Voltar

Sistema FAEA SENAR FUNDEPEC-AM presta homenagem às mulheres do agro. Confira entrevista com Vanida dos Santos Bastos que há 30 anos contribui com o Sistema e o agro amazonense

Data: 10/03/2020 14:44

Nascida em 20 de janeiro de 1953, em Careiro Castanho, no Amazonas, Vanilda dos Santos Bastos é uma das muitas mulheres que diariamente se dedicam ao desenvolvimento da produção rural no Estado do Amazonas. Neste dia 8 de março em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, selecionamos a história desta mulher de fibra para por meio dela homenagear todas as mulheres, em especial, as que vestem a camisa do agro no nosso Estado.

SENAR-AM: Há quanto tempo a senhora contribui para o Sistema Faea Senar?

VANILDA BASTOS: Contribuo com o Sistema há mais de 30 anos


SENAR-AM: Quais cargos já ocupou e qual ocupa atualmente?

VANILDA BASTOS: Faço parte da diretoria do sindicato patronal rural de Manacapuru, atualmente como tesoureira. Anteriormente, atuei como membro suplente do Conselho Fiscal da FAEA. Atualmente faço parte como membro titular do Conselho Fiscal da FAEA, na função de presidente e também atuo como presidente do Conselho Fiscal do SENAR-AM.


SENAR-AM: Conte um pouco de sua história auxiliando esse trabalho do sindicato. Quando iniciou e qual sua participação neste trabalho?

VANILDA BASTOS: Viemos para Manacapuru em 1974. Desde quando o Mario Jorge (esposo) assumiu a presidência do sindicato eu venho colaborando com os trabalhos internos e externos, inclusive nas mobilizações das atividades do Senar-AM.


SENAR-AM: A senhora tem uma história no setor como produtora?

VANILDA BASTOS: Sim, no início trabalhamos como produtores rurais de fibras: juta e malva.


SENAR-AM: Como se sente fazendo parte integrante do Sistema e do setor primário amazonense?

VANILDA BASTOS: Me sinto feliz por poder colaborar com este setor que é de grande relevância para o desenvolvimento agropecuário de nosso Estado.


SENAR-AM: O que significa, para a senhora, ser uma mulher do agro amazonense?

VANILDA BASTOS: Tenho orgulho em ser produtora rural e poder contribuir com a produção de alimentos para a nossa população


SENAR-AM: Tem alguma mensagem para transmitir para as mulheres que contribuem direta ou indiretamente para o desenvolvimento do setor primário no Estado?

VANILDA BASTOS: Mulher do agro é aquela feita para brilhar. É aquela que luta, que chora, que sorri, mas que conquistou o seu lugar. É aquela que cuida sem limites, que tem sempre um bom palpite e sabe como encantar. É aquela que muitas vezes faz drama, grita, fala, chama, mas não desiste de lutar. Feliz dia das mulheres!


TEXTO: ASCOM – FAEA/SENAR-AM/ FUNDEPEC-AM

ascom@senar-am.org.br

https://www.facebook.com/Faea.Senar/

@sistemafaea

FAEA -Todos os Direitos Reservados - 2013
Rua José Paranaguá n- 435, Centro | Fone: (92) 3198-8400