Rede Social: FACEBOOK TWITTER Instagram Instagram

Notícias | Voltar

FAEA participa do lançamento da campanha de vacinação contra febre aftosa em Manacapuru

Data: 16/03/2018 16:37

Na última quinta-feira (15), o presidente da FAEA, Muni Lourenço, participou do lançamento da campanha de vacinação contra a febre aftosa deste ano, que deve chegar a 41 municípios amazonenses. A campanha faz parte das ações para manter o Estado como Zona Livre da doença com vacinação e propiciar o reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE) prevista para maio, em Paris.

Durante solenidade, realizada no rancho ING Ferradurinha, no quilômetro 68 da estrada AM-070, em Manacapuru, Lourenço, enfatizou a importância da conquista do Estado como livre de aftosa com vacinação para o crescimento da atividade agropecuária amazonense e lembrou aos produtores a necessidade de seguirem vacinando os seus rebanhos.

Pleitos do produtor rural

Na ocasião, Muni Lourenço, anunciou a conquista de um importante pleito do produtor rural: a dispensa de licenciamento ambiental concedida pelo Ipaam para produtores com imóveis até 4 módulos rurais e que tenham feito adesão ao Cadastro Ambiental Rural (CAR).

“Desta forma, eles nãos estão mais impedidos de acessar os recursos de crédito rural junto a instituições financeiras que estavam exigindo o licenciamento como critério para concessão do benefício”, explicou.

De acordo com Lourenço, a Consulta formalizada pela FAEA ao IPAAM se originou de uma demanda do Sindicato Rural do Sul do Amazonas (Sindisul-AM) para solucionar uma dificuldade enfrentada por produtores rurais do município em obter financiamentos junto à uma instituição financeira oficial, em função da falta do licenciamento ambiental.

FUNDEPEC/AM

O presidente da FAEA aproveitou ainda a oportunidade para divulgar o Fundo de Defesa Agropecuária do Estado do Amazonas (FUNDEPEC/AM), criado para oferecer, entre outros benefícios, uma espécie de seguro ao pecuarista, garantindo uma eventual indenização em caso de foco de febre aftosa que ocasione sacrifício de animais. “Esperamos que não haja mais casos de febre aftosa no Amazonas e estamos trabalhando para isso, mas o pecuarista precisa garantir a segurança de seu patrimônio”, ressaltou.

O valor cobrado é de R$0,50 (CINQUENTA CENTAVOS) por animal, bovino ou bubalino, ou por lote ou fração de três animais, caprinos, suínos e ovinos, conforme a Lei 4417 de 29 de dezembro de 2016. Para conhecer o FUNDEPEC/AM acesse o site www.fundepecam.org.br ou entre em contato pelo telefone 3198-8404.


TEXTO: Comunicação - Sistema FAEA/SENAR-AM

Juliana Geraldo

Contato: 92 3198-8416

https://www.facebook.com/Faea.Senar/

comunicacao@faea.org.br


FAEA -Todos os Direitos Reservados - 2013
Rua José Paranaguá n- 435, Centro | Fone: (92) 3198-8400